Por que oferecer Videomonitoramento para Condomínios?

Descubra neste artigo, um pouco mais sobre a realidade do Videomonitoramento para Condomínios e o motivo pelo qual ele pode ser uma boa saída, caso você esteja em busca de contratos mais estáveis e lucrativos. 

Morar em condomínio é uma boa alternativa para quem busca privacidade e segurança. Nem todas as pessoas gostam de se expor ou ficar recebendo visitas de vendedores ambulantes, entregadores de panfletos, entre outros tipos de acessos comuns nas casas de bairro aberto.

Além disso, morar em residências do bairro aberto “obriga” o morador inseguro a buscar uma alternativa de segurança por conta própria. Muitas vezes, desconhecendo a solução de Vizinhança Colaborativa, optam pelo modelo tradicional de CFTV, por um preço relativamente alto.

Diferente das casas de bairro aberto, os investimentos em segurança dentro dos condomínios já são compartilhados entre os moradores através da taxa condominial administrada pelo próprio condomínio.

Desafios dos condomínios

Ainda assim, morar em um condomínio não significa estar livre de problemas. Os desafios encontrados em condomínios são também bastante particulares, como observamos abaixo:

  • Controle de entrada e saída de pessoas;
  • Controle de entrada e saída de automóveis;
  • Invasões de criminosos; 
  • Vandalismo;
  • Resolução de conflitos;
  • Redução de custos.

Se analisarmos os desafios de um condomínio, podemos identificar que a maior parte dos problemas estão relacionados a segurança, fazendo com que este segmento seja uma opção atrativa para empresas do setor de segurança eletrônica. 

Como uma empresa de videomonitoramento pode ajudar condomínios?

É muito arriscado depositar a segurança dos moradores em um equipamento sem garantia, mal instalado ou mal configurado. Por isso, uma empresa especializada deve ser responsável pela compra e venda de equipamentos de segurança para o condomínio, bem como de sua instalação.

A decisão pela marca do equipamento (dentre as sugeridas pela empresa de segurança) normalmente fica a encargo do condomínio, mas a análise do posicionamento e de campos de visão das câmeras são de responsabilidade do especialista técnico de segurança. Este tipo de análise é essencial para solução de problemas, assim como ter a garantia do serviço prestado.

Empresas de segurança podem oferecer o monitoramento de câmeras e alarmes e, em alguns casos, prestar serviços de portaria remota dependendo da capacidade de entrega a seus clientes e das ferramentas que tem em mãos.

O mercado de segurança tradicional traz algumas alternativas paliativas aos clientes que são eficazes em alguns casos:

  • Alarmes;
  • Cercas Elétricas;
  • Grades;
  • Muros com concertinas;
  • Monitoramento com DVR.

Normalmente, estas soluções possuem alto custo e que nem sempre resolvem a insegurança de forma efetiva. Além disso, no monitoramento com DVR, o acesso às imagens não é facilitado e com o risco constante de ter as gravações perdidas.

Videomonitoramento em Nuvem e o Monitoramento Inteligente

Com os avanços tecnológicos o sistema de segurança tradicional em CFTV evoluiu. Empresas atualizadas agora fazem o armazenamento de imagem em nuvem, dando garantida das gravações e alertas dentro de plataformas de monitoramento como a Camerite.

Além de ampliar a margem geral de segurança “de dentro para fora”, uma ferramenta de Videomonitoramento em Nuvem pode oferecer um ambiente monitorado pelos próprios moradores com facilidade de acesso às imagens.

O serviço de monitoramento compartilhado traz muitos outros benefícios aos clientes.

Vantagens do Videomonitoramento em Nuvem para Condomínios:

Além de oferecer tecnologia a um custo acessível para o condomínio, um bom sistema de videomonitoramento em nuvem traz consigo o Monitoramento Inteligente.

Uma alternativa eficaz, capaz de aumentar a segurança de condomínios e empresas, pois os analíticos de vídeo permitem uma gestão da segurança proativa, ou seja, enquanto o sistema de videomonitoramento em nuvem está focado em armazenar as imagens, as ferramentas de análise inteligente atuam no monitoramento de eventos, como um movimento em uma área específica ou até mesmo a placa de um veículo suspeito, sendo capazes de tratar  ocorrências assim que elas acontecem.

Principais ferramentas inteligentes em nuvem:

  • Detecção de Movimento através de Cercas Virtuais;
  • Leitor de Placas para controle de veículos;
  • Reconhecimento Facial.

Através desses recursos, as pessoas responsáveis pelo monitoramento não precisam observar cada segundo do vídeo, pois as câmeras inteligentes identificam situações que fogem ao padrão, e geram alertas na tela.

O que oferecer para condomínios?

Além do armazenamento em nuvem e todas as possibilidades relacionadas às ferramentas inteligentes mencionadas anteriormente, contratos de manutenção e monitoramento são totalmente viáveis para este segmento, sendo também, uma ótima oportunidade para empresas de segurança que desejam conquistar estabilidade financeira.

Mais importante do que a mera instalação do equipamento é a garantia de que ele esteja em funcionamento constante, por isso, ter uma manutenção periódica é uma boa forma de manter tudo em ordem e garantir a eficiência do serviço prestado.

Ao invés de cobrar individualmente cada morador, a empresa de segurança pode cobrar o condomínio, que repassa os custos na taxa condominial para os moradores, facilitando a sua gestão financeira.

Todas estas opções oferecem a empresa de segurança uma renda recorrente, que traz previsibilidade financeira, diferente da mera venda de sistemas de CFTV, que varia de um mês para outro. Cobrando uma mensalidade por seus serviços você garante um fluxo de caixa que certamente trará mais saúde para seu negócio.

E aí, ficou interessado? O que acha de estudar um pouco mais sobre como abordar condomínios? Acesse o Playbook de Condomínios sobre o assunto no Kit de Marketing da sua plataforma e comece agora mesmo a explorar esta oportunidade de negócio!

6 thoughts on “Por que oferecer Videomonitoramento para Condomínios?”

  1. Boa noite.
    Sou parceiro Camerite E estou com muita dificuldade de implantação em condomínio. Na questão de BV abordagem e oferta. Algum Case de sucesso pode me ajudar.

    1. Olá Sérgio!
      Podemos avaliar juntos a sua atual estratégia. Posso compartilhar algumas boas práticas na abordagem, utilizadas por parceiros que atendem condomínios.
      O que acha?
      Vou deixar meu e-mail aqui para que você possa me contatar.
      edrick@camerite.com
      Estou a disposição!
      Abraço.

  2. Sou parceiro e também acho muito difícil vender a solução a condomínios, pois quando se chega ao montante final fica mais cara que a manutenção mensal que os mesmos já pagam.

    1. Olá Ednei, obrigado por compartilhar sua opinião sobre a solução para condomínios.

      Ficaria feliz de poder ajudá-lo com isso. O que acha de conversarmos sobre o assunto? Assim posso entender melhor o seu processo atual.
      A grosso modo, para não errar na hora de passar o orçamento para o cliente final devemos saber:
      – Número de pessoas que terão acesso ao sistema de segurança compartilhado.
      – Quantas câmeras serão necessárias e quanto gastaríamos para implantar?
      – Qual meu custo mensal para manter o projeto + impostos + percentual para manutenção preventiva?
      – Tempo de contrato com o condomínio

      Quando conhecermos todos os custos para manter o sistema em nuvem para nosso cliente, poderemos dividir este valor conforme o número de residências / apartamentos e somar com o quanto queremos ganhar em cima de cada usuário, assim definimos nosso lucro conforme o número de participantes do projeto.

      OBS: Um dos mandamentos do monitoramento colaborativo é que a comunidade possa compartilhar do mesmo sistema de segurança, onde os valores sejam acessíveis. Para atrair novos clientes mostre a eles que quanto mais pessoas participando no projeto, menor o custo mensal!

      Espero ter ajudado, caso tenha mais dúvidas, fique a vontade para me procurar no e-mail edrick@camerite.com

  3. Eu como moradora de condomínio sinto exatamente como é frustrante não ter acesso às câmeras do meu interesse, sabemos que existe um sistema mas que não é confiável, e acredito que com uma abordagem direcionada tem grandes chances de êxito.

    1. Concordo plenamente, Renata. Assim como o Monitoramento Colaborativo amplia a segurança das ruas pelo fato de os moradores terem acesso das gravações das câmeras em mãos o compartilhamento do acesso das imagens das cameras em condomínios pode agilizar na resolução de pequenos problemas e também melhorar na convivência dos moradores.
      Acredito que quanto mais rápido o acesso a informação, menor o tempo para resolução de problemas, isto em qualquer esfera.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *