FAQ

O que é RTSP?

Real Time Streaming Protocol ou Protocolo de Transmissão em Tempo Real (RTSP), é o que torna possível a transferência, sob demanda, de dados em tempo real como áudio e vídeo. Ele serve para estabelecer e controlar um único ou vários streams sincronizados de mídias contínuas pertencentes a uma apresentação. As câmeras e DVRs precisam ter este protocolo para que possam enviar imagens para a nuvem.

Como subir câmeras na plataforma?

Checklist para subir a primeira câmera na plataforma Camerite:

  • Usuário e senha do modem
  • Usuário e senha da câmera ou DVR
  • Usuário e senha do Dyndns
  • Consultar o IP da sua rede

Conferiu todos os requisitos?

Agora confira o passo a passo para subir câmeras CLICANDO AQUI! 🙂

Como abrir portas no modem?

Para abrir portas, você vai precisar do usuário e senha de acesso do modem, caso não tenha você pode conseguir entrando em contato com seu provedor de internet. Existem inúmeras marcas e modelos de modems no mercado, embora o processo de abrir portas seja semelhante pode variar bastante de equipamento para equipamento. CLIQUE AQUI e confira o passo a passo de um exemplo na prática! 🙂

O que é DDNS?

Se quisermos conectar uma câmera na plataforma Camerite, disponível a partir de qualquer local da Internet e não temos um endereço IP público e estático, mas sim um endereço IP dinâmico fornecido pelas operadoras/provedores de internet, temos que usar o serviço DDNS (Dynamic Domain Name System).

Geralmente, as operadoras/provedores não fornecem endereços IP públicos e estáticos para seus clientes. Estes endereços são públicos, porém dinâmicos, o que significa que estes se alteram a cada reconexão. Nesta situação, seria impossível conectar uma Câmera IP ou DVR em nossa plataforma, porque o endereço IP na porta WAN do Modem/Roteador seria alterado.

A solução para este problema é fornecida pelo serviço DDNS (Dynamic Domain Name Server). Da mesma forma que o servidor DNS, que fornece um banco de dados contendo as relações entre o domínio e os endereços IP, mas neste caso, este banco de dados pode ser atualizado a pedido do proprietário do domínio. Graças a esse recurso, o servidor estará disponível no endereço do domínio independentemente do seu número IP público.

Para conectar câmeras à plataforma, utilize então IP externo/válido/público do tipo dedicado/fixo/estático ou DDNS, DynDNS ou No-IP (para quem não tem IP externo dedicado, pois muda em tempos em tempos). CLIQUE AQUI e veja um vídeo que vai esclarecer essa questão para você! 🙂

O DDNS do próprio fabricante pode não funcionar, porque o fabricante tenta bloquear para apenas ser usado pelo sistema deles. Se utilizar o IP externo sem ser dedicado, lembre-se que se reiniciar o modem roteador da operadora poderá mudar o IP. Caso seja Provedor Local sempre será um IP externo dedicado compartilhado (pois terão outros usando o mesmo IP), mas em algum momento futuro, o provedor poderá mudar o IP do cliente por algum motivo de manutenção no link, colocando em outro link com outro IP. Alguns clientes contrataram o IP externo dedicado reservado apenas para eles.

Quanto de upload uma câmera consome?

Devido ao grande número de variáveis (qualidade de imagem, taxa de FPS, hardware, latência etc), torna-se complexo gerar um cálculo específico de consumo de banda. Porém, para uma transmissão de 720 P com 12 Frames por segundo, recomendamos um bitrate fixo (Constante/CBR) em 768 Kbps.

Se o link tiver uma taxa maior de upload disponível, novas combinações podem ser efetuadas, mas sempre observando a questão de disponibilidade de link de upload por câmera.

Ou seja, quanto mais velocidade de upload, melhor poderá ser a qualidade da imagem configurada na sua câmera. A velocidade de upload vai definir também quantas câmeras você poderá subir.

Quer saber mais e aprender a testar sua conexão? CLIQUE AQUI! 🙂

O que é DNS?

DNS é a sigla em inglês para Domain Name System (Sistema de Nomes e Domínios, em português), responsável por descodificar os nomes dos domínios dos sites que as pessoas digitam nos navegadores web em números IP. Para que as Câmeras IP Transmitam suas imagens para a nossa plataforma, é necessário que exista um IP público válido ou um DDNS configurado.

O que é NAT?

NAT é um protocolo que, como o próprio nome diz (Network Address Translation), faz a tradução dos endereços IP e portas TCP da rede local para a Internet. Ou seja, o pacote enviado ou a ser recebido de seu computador na sua rede local, vai até o roteador onde é trocado pelo IP do mesmo. Ele substitui o IP da rede local validando assim o envio do pacote na Internet. No retorno do pacote, a mesma coisa acontece. O pacote chega e o IP do roteador é trocado pelo IP do computador que fez a requisição do pacote.

O que é redirecionamento de porta?

Para que as Câmeras IP e DVRs possam transmitir imagens, é necessário configurar no modem/roteador o redirecionamento de porta. Esta função permitirá o acesso direto ao dispositivo na rede interna. Alguns fabricantes nomeiam esta função no menu de configuração como port forwarding, forwarding e virtual server.

O que é H.264?

É um padrão de compressão de vídeo utilizado para transmitir imagens de alta qualidade com uma taxa de bitrate muito baixa, ou seja, o consumo de sua banda de internet também muito baixo.

O que é taxa de download e upload?

Praticamente todas as operações que realizamos em uma rede de computadores dependem da comunicação entre duas partes ou mais. No caso de páginas que são acessadas pelo navegador, por exemplo, existe o computador que está disponibilizando as informações para serem acessadas e outro computador que está requisitando estas informações.

O fornecedor do serviço/provedor entrega uma determinada taxa de download/upload conforme os planos contratados. Para que um dispositivo possa transmitir imagens com qualidade HD ou Full HD é necessário pelo menos 512 KBPS de taxa de upload. Isso significa que o link contratado deverá ter, pelo menos, 1 MBPS de Upload, para que o restante do link ainda possa ficar disponível para as outras requisições de rede.

Recomendamos que a quantidade de câmeras transmitindo nunca ultrapasse 50% da taxa de upload do link onde esta estará instalada. Para saber mais, confira um artigo CLICANDO AQUI.

O que é TCP?

TCP significa Transmission Control Protocol (Protocolo de Controle de Transmissão). Para quem não sabe, protocolo é uma espécie de linguagem utilizada para que dois computadores consigam se comunicar.

O que é IP?

Endereço IP, de forma genérica, é uma identificação de um dispositivo (computador, câmera IP, impressora, etc) em uma rede local ou pública. Cada computador na internet possui um IP (Internet Protocol ou Protocolo de internet) único, que é o meio em que as máquinas usam para se comunicarem na Internet. Em nossa plataforma, para que uma Câmera IP possa se conectar, precisaremos de um IP público e válido.

CLIQUE AQUI e confira um vídeo com algumas noções básicas de Rede, informações essenciais para quem trabalha com videomonitoramento em nuvem.

O que é DHCP?

O DHCP, (Dynamic Host Configuration Protocol) é uma sigla usada no meio informático que significa Protocolo de Configuração Dinâmica de Endereços de Rede. Através do DHCP é possível fazer uma configuração automática e dinâmica de computadores que estejam ligados a uma rede TCP/IP. Sugerimos que, na rede interna, uma Câmera IP tenha sempre um endereço IP fixado manualmente e não seja configurada com o serviço de DHCP.

O que é CFTV?

CLIQUE AQUI e confira um vídeo com noções básicas de CFTV (Circuito Fechado de Televisão), componente essencial para quem trabalha com videomonitoramento em nuvem.